Imprimir

Marte aqui tão perto…

alt
A partir de hoje, se a meteorologia o permitir, o planeta Marte ficará mais iluminado e poderá ser facilmente visto a olho nu.

Este evento raro ocorre quando a órbita do “planeta vermelho” à volta do Sol atinge o ponto mais próximo da Terra que será esta noite, estando a uma distância de aproximadamente 0,5 unidades astronómicas (75 milhões de quilómetros).

Segundo Observatório Astronómico de Lisboa, Marte será visível na direção sudeste, muito brilhante e muito próximo da Lua. O planeta vai permanecer brilhante nas duas primeiras semanas de junho e depois começará a distanciar-se, tornando-se menos visível.

Este fenómeno acontece a cada 780 dias - chamado oposição - e permite a captação de imagens da superfície de Marte com muito detalhe, como a que foi registada pelo Hubble e publicada pela NASA a 19 de maio (imagem).

A última vez que Marte esteve tão próximo da Terra foi em outubro de 2005, sendo que foi em 2003 que o planeta se situou no ponto mais próximo dos últimos 60 mil anos: a 56 milhões de quilómetros. Quando está no ponto mais distante, Marte fica a 402 milhões de quilómetros da Terra.