4 de Fevereiro

garrett jardim angola

 1799 – Nascimento do escritor português João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett no Porto (Faleceu a 9 de Dezembro de 1854, em Lisboa).

Foi um político liberal, grande orador, embaixador, escritor e poeta de grande mérito. Está particularmente ligado ao teatro português. A ele se deve a criação do Conservatório de Arte Dramática e do Teatro Nacional D. Maria II. Deixou obras repetidamente levadas à cena como Frei Luís de Sousa e O Alfageme de Santarém. Um dos muitos livros que escreveu foi Viagens na Minha Terra.

 

1943 – Nascimento no Funchal de Alberto João Jardim, licenciado em Direito, político e presidente do Governo Regional da Madeira.

Alberto João Jardim assumiu a presidência do Governo Regional da Madeira a 17 de março de 1978, com apenas 33 anos de idade. Nesse dia proferiu a célebre frase “a Madeira será o que os madeirenses quiserem”.

Governou sempre com maiorias absolutas. Nos 13 514 dias de governação fez 4 850 inaugurações, uma média de uma inauguração de 2,7 em 2,7 dias. 

A 10 de junho de 2014 bateu o recorde de longevidade no poder, recorde esse que pertencia a Oliveira Salazar (36 anos e 85 dias de governação). Em 2015 foi substituído pelo atual presidente do governo regional, Miguel Albuquerque.

De 1978 a 2015 foi também o presidente do PSD da Madeira.

 

1961 – Início da Guerra Colonial com ao ataque em Luanda (Angola) a uma esquadra da PSP e a duas prisões.

Bartolomeu Dias - Cabo da Boa Esperança

alt

3 de fevereiro de 1488 – Bartolomeu Dias desembarca em Mossel Bay, na África do Sul, após dobrar o cabo da Boa Esperança, sendo o primeiro europeu a fazê-lo.

Bartolomeu Dias (ca. 1450 — 29 de maio de 1500) foi um navegador português que ficou célebre por ter sido o primeiro europeu a navegar para além do extremo sul da África, "dobrando" o Cabo da Boa Esperança e chegando ao oceano Índico a partir do Atlântico.

Dele não se conhecem os antepassados, mas mercês e armas a ele outorgadas passaram aos seus descendentes. O seu irmão foi Diogo Dias, também experiente navegador. Há quem o diga descendente de Dinis Dias escudeiro de D. João I e como navegador descobrira Cabo Verde em 1445. Ignora-se onde e quando nasceu, no entanto alguns historiadores sustentam ter ele nascido em Mirandela, Trás-os-Montes e Alto-Douro. Sobre a sua família sabe-se apenas que um parente, Dinis Dias, na década de 1440 terá comandado expedições marítimas ao longo da costa do Norte de África, tendo visitado as ilhas de Cabo Verde.

Shakira

alt

Shakira Isabel Mebarak Ripoll (Barranquilla, 2 de fevereiro de 1977), mais conhecida simplesmente como Shakira, é uma cantora, compositora e instrumentista colombiana, além de atuar regularmente como dançarina,coreógrafa, arranjadora, produtora, designer de moda, empresária, atriz,apresentadora de televisão e modelo. Shakira é também filantropa e embaixadora da Boa Vontade da UNICEF colombiana.

Shakira escreveu a sua primeira canção aos 8 anos e aos 10 anos participou e venceu vários concursos musicais. Vencedora de 2 prémios Grammy, 10 Latin Grammy, 4 VMA, 1 EMA, 2 AMA, 3BMA, 23 Latin Billboard Awards, 3 WMA e 4 NRJ Music Awards, Shakira já vendeu mais de 60 milhões de álbuns em todo o mundo, sendo uma das maiores vendedoras de discos nos anos 2000. Essa ampla rede de ritmos é identificável em canções como "Ciega, Sordomuda" (em que há nítidas influências mexicanas), "Ojos Así" e "Suerte" (dotadas de sons andinos e orientais), "Te Aviso, Te Anuncio" (em que o rock se mistura ao tango), "Obtener Un Sí" (no estilo bossa nova), "La Tortura" (com o reggaeton), "She Wolf" (estilo dance anos 1980 com música eletrónica).

Shakira tem 9 músicas em #1 na Billboard Hot Latin Songs.
Para além do espanhol que é a sua língua materna, Shakira é fluente em inglês e português, além de falar um pouco de italiano, francês, catalão e árabe. Shakira possui descendência libanesa. 
No total, Shakira, já vendeu pouco mais de 60 milhões de álbuns e 50 milhões de singles, mundialmente. Seu primeiro filho Milan Piqué Mebarak nasceu, na Espanha, em 22 de janeiro de 2013. Em janeiro de 2015, a cantora deu à luz o seu segundo filho, Sasha.
Além disso, Shakira é o nome da marca de perfumes da artista, em colaboração com a companhia de moda e perfumes espanhola Puig.
Em 2014, Shakira lançou mais um single dedicado ao campeonato do mundo de futebol, lançou seu décimo álbum de estúdio Shakira, e no mesmo ano tornou-se a artista com maior popularidade no Facebook, já que a sua fan page tem mais de 100 milhões de gostos.

Regicídio de 1908

alt

Portugal, em 1906, é um país profundamente dividido. As posições mais extremadas são entre os monárquicos unidos na defesa do rei D. Carlos e os republicanos que o pretendem derrubar para proclamar a república.

Mas a realidade é ainda mais complexa do que as lutas políticas no parlamento, jornais e cafés deixam antever. Os dois partidos do regime, que se têm alternado no poder e formam e desfazem governos com a maior facilidade, fragmentam-se e tremem com uma nova ameaça: João Franco. Por sua vez, os republicanos debatem-se com os que defendem a queda da monarquia por métodos pacíficos e os radicais da Carbonária que pegaram em armas e fazem explodir bombas.

A 1 de Fevereiro de 1908, no regresso de mais uma estadia em Vila Viçosa, o rei D. Carlos e o princípe herdeiro D. Luís Filipe, são assassinados em pleno Terreiro do Paço. De um só golpe,os anarquistas afetos à Carbonária, Alfredo Costa, Manuel Buiça, entre outros, decapitavam a monarquia portuguesa, deixando o trono nas mãos de um pouco preparado D. Manuel, sem capacidade nem margem de manobra para gerir uma situação política explosiva que culminaria com a queda da monarquia e a implantação da República a 5 de Outubro de 1910.

Karl Benz patenteia o primeiro motor automóvel movido a gasolina

 

alt

O engenheiro Karl Friedrich Benz, natural de Karlsruhe, obteve a 29 de janeiro de 1886 a primeira patente para um automóvel movido a gasolina. O automóvel é um engenho que tem vários pais, e o seu desenvolvimento não se deu de forma linear. Mas ele tem uma certidão de nascimento: o registro de patente número 37.435, de 29 de janeiro de 1886, concedido à Fábrica de Motores a Gás Benz & Cia., de Mannheim, por um veículo movido a gasolina. Com isso, Carl Benz, seu inventor, passou a ser considerado construtor do primeiro automóvel. Claro que a ideia de um veículo que se locomovesse por seus próprios meios é muito mais antiga. As primeiras tentativas datam da Antiguidade, mas na verdade, até o surgimento da máquina a vapor, no século 18, não houve veículo capaz de se mover sem a força muscular. Foi em 1769 que surgiram as primeiras máquinas que se moviam sobre rodas impulsionadas pelo vapor. No entanto, por serem barulhentas e pesadas, nunca deixaram de ser uma mera curiosidade. Mesmo as locomotivas e locomóveis inventadas posteriormente eram tão pesadas que não se prestavam ao uso como meio de locomoção. Uma alternativa para a máquina a vapor apareceu apenas em 1860, quando o francês Étienne Lenoir construiu o primeiro motor de combustão interna à base de gás de iluminação. Em 1863, o inventor afirmou ter adaptado um desses motores a um veículo, porém não existem provas deste experimento.

Fonte:  http://www.dw.com/pt/1886-carl-benz-obt%C3%A9m-patente-para-ve%C3%ADculo-automotivo/a-420668

 

 

Investigação Espacial - Recordando Challenger

O Homem sempre se interessou pela exploração do Espaço, tendo para tal desenvolvido técnicas e instrumentos que permitissem cumprir os seus objetivos.

A investigação espacial, para além de permitir ampliar o conhecimento sobre o Universo, tem sido diretamente responsável pelo progresso noutros domínios da Ciência. Foram muitas as conquistas do Homem na exploração do Espaço: caminhada espacial, missão à Lua, a criação de estações espaciais, navegação por satélite e sistemas de comunicação. O resultado da investigação espacial foi uma série de grandes descobertas científicas, como a descoberta dos cinturões de radiação em torno da Terra, a definição da composição do gás e outras características básicas atmosferas de Vênus e Marte, e muito mais.

No entanto, a exploração espacial, pode trazer alguns inconvenientes e perigos, tais como: a utilização de grandes quantidades de energia e materiais, a acumulação de lixo espacial e risco de vida para os astronautas.

Os detritos espaciais acumulados na órbita do planeta tornaram-se um problema para a Terra. Milhares de objetos de vários tamanhos compõem uma nuvem de lixo espacial ao redor do nosso planeta. O risco de caírem na Terra e atingir as pessoas é pequeno, mas podem colidir com satélites operacionais e missões tripuladas, prejudicando a investigação espacial.

Apesar da longa preparação dos astronautas antes de partirem para uma missão espacial, a descoberta de mundos desconhecidos, onde as condições ambientais são muito diferentes das condições de vida na Terra, pode por em risco a vida destes profissionais.

Hoje, 28 de janeiro, recordamos uma missão espacial que acabou em tragédia. Em 1986 a vaivém espacial Challenger, na STS-51-L  (sua décima missão), explodiu 73 segundos após ter sido lançada. Em Cabo Canaveral, na Florida, muitas pessoas assistiam a sua partida e presenciaram o acidente que matou seis astronautas e a professora primária Christa McAuliffe, primeira civil a participar de um programa espacial.

As investigações do acidente, lideradas pelo físico Richard Philips Feynman, determinaram que um defeito numa anilha de borracha que vedava um dos propulsores provocou um incêndio repentino no tanque externo do combustível causando a explosão da Challenger, a anilha endureceu com a baixa temperatura do dia, e não ficou suficientemente flexível. Descobriram uma falha nos anéis de borracha que serviam para a vedação das partes do tanque de combustíveis, que apresentava anomalias na expansão quando a temperatura chegava aos 0°C (ou 32°F). 

Este desastre paralisou o programa espacial estadunidense durante meses, durante os quais foi feita uma extensa investigação que concluiu ser o defeito no equipamento e no processo de controlo de qualidade da fabricação das peças da nave espacial, os responsáveis pelo acidente.

Mozart

alt

Wolfgang Amadeus Mozart, batizado Johannes Chrysostomus Wolfgangus Theophilus Mozart, Salzburgo, 27 de janeiro de 1756, faleceu em Viena, a 5 de dezembro de 1791.

Foi um prolífico e influente compositor austríaco do período clássico.

Mozart mostrou uma habilidade musical prodigiosa desde sua infância. Já competente nos instrumentos de teclado e no violino, começou a compor aos cinco anos de idade, e passou a apresentar-se para a realeza europeia, maravilhando todos com seu talento precoce. Chegando à adolescência, foi contratado como músico da corte em Salzburgo. Porém, as limitações da vida musical na cidade impeliram-no na busca de um novo cargo em outras cortes, mas sem sucesso. Ao visitar Viena em 1781 com seu patrão, desentendeu-se com ele e solicitou demissão, optando por ficar na capital, onde, ao longo do resto de sua vida, conquistou fama, mas pouca estabilidade financeira. Os seus últimos anos viram surgir algumas das suas sinfonias, concertos e óperas mais conhecidos, além de seu Requiem. As circunstâncias da sua morte prematura deram origem a diversas lendas. Deixou uma esposa e dois filhos.

Foi autor de mais de seiscentas obras, muitas delas referenciais na música sinfónica, concertante, operística, coral, pianística e camerística. A sua produção foi louvada por todos os críticos de sua época, embora muitos a considerassem excessivamente complexa e difícil, e estendeu a sua influência sobre vários outros compositores ao longo de todo o século XIX e início do século XX.

Hoje Mozart é visto pela crítica especializada como um dos maiores compositores do ocidente. Conseguiu conquistar grande prestígio mesmo entre os leigos, e a sua imagem tornou-se um ícone popular.

Afonso Lopes Vieira

alt

Poeta e ficcionista português, nasceu a 26 de janeiro de 1878, em Leiria, e morreu a 25 de janeiro de 1946, em Lisboa. Formado em Direito pela Universidade de Coimbra, chegou a praticar a advocacia. Foi, entre 1900 e 1919, redator da Câmara dos Deputados, e, a partir de 1916, dedicou-se exclusivamente à literatura e à ação cultural. Retirou-se na sua casa de São Pedro de Muel onde recebia vários amigos, também escritores, e viajou por Espanha, França, Itália, Bélgica, Norte de África e Brasil, tendo decidido "reaportuguesar Portugal, tornando-se europeu".

Levou a cabo inúmeras tentativas de reabilitação junto do grande público (inclusivamente infantil) de um património nacional, nomeadamente clássico e medieval, esquecido, seja pela tradução (Romance de Amadis) ou divulgação de obras de autores basilares da cultura nacional (edição de Os Lusíadas; a promoção de uma Campanha Vicentina). Integrado no grupo da "Renascença Portuguesa", colaborou em publicações como A ÁguiaNação Portuguesa ou Contemporânea. A sua poesia, próxima do saudosismo, inscreve-se num filão tradicional que, fazendo a transição entre a poesia neorromântica de fim-de-século e correntes nacionalistas e sebastianistas do início do século XX, recuperam métricas, formas e temas tanto inspirados na literatura clássica como nos romanceiros ou na literatura popular. Com uma faceta de anarquista, que inspirará, por exemplo, a obra ficcional Marques (História de um Perseguido), as inúmeras ações de renascimento cultural de Portugal que promoveu mantiveram-se num plano da consciência individual, sem aderirem a programas com ideais em parte coincidentes, como o integralismo, representando, antes, no início do século, a persistência de um neorromantismo que fora encetado com o neogarrettismo de Alberto de Oliveira.

Destacam-se na sua produção: Para quêNáufragos: Versos LusitanosO EncobertoBartolomeu MarinheiroArte PortuguesaIlhas de Bruma e Onde a Terra Acaba e o Mar Começa.

Fonte: http://www.infopedia.pt/$afonso-lopes-vieira (26-01-2015)