Animais transgénicos

rato

A 2 de junho de 1989, biólogos italianos, tornaram público um novo mecanismo para criar animais transgénicos em laboratório. Os animais utilizados nestas experiências foram os camundongos.

Os camundongos atualmente utilizados em experimentações são oriundos dos ratos domésticos que, durante muito tempo, vêm compartilhando com o homem suas casas, seus alimentos e suas enfermidades. O camundongo é membro da classe Mammalia, ordem Rodentia, família Muridae, género Mus, espécie Mus musculus. Este animal foi utilizado pelo facto de ser pequeno, muito prolífero, ter período de gestação curto, ser de fácil domesticação e manutenção.

Um animal transgénico é geneticamente modificado e contém material genético adicional ou alterado. O objetivo das alterações, que são feitas com recursos da biotecnologia ou biologia molecular, é dar ao animal uma nova característica.

Os defensores da engenharia genética tendem a promover esta técnica como a solução para problemas tão diversos como fome, crime, mudança climática e doenças como o cancro.

Outros, no entanto, preocupam-se com o impacte que animais transgénicos possam ter sobre alimentos, saúde, agricultura, meio ambiente e sociedade.

As experiências com animais têm contribuído para a descoberta da insulina e de outras moléculas, o desenvolvimento de vacinas contra diversas doenças e a produção de soros.

Quaisquer que sejam os benefícios trazidos pelas experiências, a ideia de que milhões de animais (transgénicos ou não) estejam, nesse momento, sofrendo e morrendo em laboratórios no mundo, provoca o repúdio de ativistas que combatem a crueldade contra animais.

Dia Mundial da Criança

alt

O Dia Mundial das Crianças é reconhecido em várias nações para homenagear as crianças, cuja data efetiva de comemoração varia de país para país.

Foi proclamado pela primeira vez durante a Conferência Mundial para o Bem-estar da Criança em Genebra em 1925, sendo celebrado desde então o Dia Internacional da Criança a 1 de junho, adotado em países como Angola, Portugal e Moçambique.

Pela primeira vez, em 1950, por iniciativa das Nações Unidas, assinalou-se esta efeméride, com o objetivo de chamar a atenção para os problemas que as crianças então enfrentavam. Neste dia, os Estados-Membros reconheceram que todas as crianças, independentemente da raça, cor, religião, origem social, país de origem, têm direito a afeto, amor e compreensão, alimentação adequada, cuidados médicos, educação gratuita, proteção contra todas as formas de exploração e a crescer num clima de Paz e Fraternidade.

A ONU reconhece o dia 20 de novembro como o Dia Mundial da Criança, por ser a data em que foi aprovada a Declaração Universal dos Direitos da Criança em 1959 e a Convenção dos Direitos da Criança em 1989.

Dia Mundial Sem Tabaco

alt

"O cigarro foi, por muitos anos, um símbolo de luxo, satisfação e status social. A sua venda é motivada pela exploração de uma imagem estratégica, em promoção de festas, concertos e eventos desportivos, sempre ligada ao que está na moda".

Mas, após anos de consumo, o tabaco vem perdendo as suas características "positivas", e mostrando o seu verdadeiro perfil. Hoje não há dúvidas sobre os malefícios do uso dos seus derivados para a saúde do fumador e de todos os que vivem ao seu redor. 

No Dia Mundial sem Tabaco, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que o uso de produtos derivados do fumo é a segunda causa de mortalidade no mundo, respondendo por um em cada dez óbitos registrados entre adultos. A causa mais comum de morte por cancro no mundo é o cancro do pulmão e o fator de risco mais importante para o desenvolvimento do cancro do pulmão é o consumo de tabaco. Conforme dados da Organização Mundial da Saúde, o tabagismo provoca a morte de 4,9 milhões de pessoas por ano no mundo, sendo esta a principal causa de óbitos evitáveis. Ainda segundo a OMS, um terço da população do planeta é fumadora. A sinalização deste dia tem por objetivo chamar a atenção para os problemas causados pelo fumo e incentivar para deixar o vício do tabaco.

Aproveita este dia e toma coragem para deixar de fumar, o teu corpo e todos aqueles que te rodeiam AGRADECEM! 

 

Marte aqui tão perto…

alt
A partir de hoje, se a meteorologia o permitir, o planeta Marte ficará mais iluminado e poderá ser facilmente visto a olho nu.

Este evento raro ocorre quando a órbita do “planeta vermelho” à volta do Sol atinge o ponto mais próximo da Terra que será esta noite, estando a uma distância de aproximadamente 0,5 unidades astronómicas (75 milhões de quilómetros).

Segundo Observatório Astronómico de Lisboa, Marte será visível na direção sudeste, muito brilhante e muito próximo da Lua. O planeta vai permanecer brilhante nas duas primeiras semanas de junho e depois começará a distanciar-se, tornando-se menos visível.

Este fenómeno acontece a cada 780 dias - chamado oposição - e permite a captação de imagens da superfície de Marte com muito detalhe, como a que foi registada pelo Hubble e publicada pela NASA a 19 de maio (imagem).

A última vez que Marte esteve tão próximo da Terra foi em outubro de 2005, sendo que foi em 2003 que o planeta se situou no ponto mais próximo dos últimos 60 mil anos: a 56 milhões de quilómetros. Quando está no ponto mais distante, Marte fica a 402 milhões de quilómetros da Terra.

Manuel Teixeira Gomes

   alt

Manuel Teixeira Gomes, nasceu a 27 de maio de 1960 em vila nova de Portimão. Foi o sétimo presidente da Primeira República Portuguesa de 6 de Outubro de 1923 a 11 de Dezembro de 1925. Tem uma biblioteca e uma escola secundária com o seu nome em PortimãoFilho de José Libânio Gomes e Maria da Glória Teixeira de Seixas Braga, foi educado pelos pais, até entrar no Colégio de São Luís Gonzaga, em Portimão. Aos dez anos foi enviado para o Seminário Maior de Coimbra e posteriormente matriculou-se em Medicina, na Universidade de Coimbra. Cedo desistiu do curso, contrariando a vontade do pai. Muda-se então para Lisboa, onde pertence ao círculo intelectual de Fialho de Almeida João de Deus. Mais tarde, conhecerá outros vultos importantes da cultura literária da época, como Marcelino Mesquita, Gomes Leal e António Nobre. O apoio do pai, que decide continuar a custear a vida boémia do filho, permite a Teixeira Gomes desenvolver uma forte tendência para as artes, nomeadamente na literatura, não deixando contudo de admirar a escultura e a pintura, tornando-se amigo de mestres como Columbano Bordalo Pinheiro ou Marques de Oliveira. Fixado no Porto, aí conheceu Sampaio Bruno, iniciando a sua colaboração em revistas e jornais, entre eles O Primeiro de JaneiroFolha Nova, Arte & vida Atlântida. Depois de se reconciliar com a família, viaja pela Europa, Norte de África Próximo Oriente, em representação comercial para negociar os produtos agrícolas produzidos pelas propriedades do pai (frutos secos, nomeadamente amêndoas e figos) o que alarga consideravelmente os seus horizontes culturais. Republicano convicto, vem a exercer, após o 5 de Outubro de 1910, o cargo de Ministro plenipotenciário de Portugal em Inglaterra. A 11 de Outubro de 1911 apresenta as suas credenciais ao rei Jorge V do Reino Unido, em Londres, onde se encontrava a família real portuguesa no exílio. A 20 de Março de 1919 foi feito Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada. Eleito Presidente da República a 6 de Agosto de 1923, viria a demitir-se das suas funções a 11 de Dezembro de 1925, num contexto de enorme perturbação política e social. A sua vontade em dedicar-se exclusivamente à obra literária, foi a sua justificação oficial para a renúncia. A 17 de Dezembro, embarca no paquete holandês «Zeus» rumo a Oran, na Argélia, num auto-exílio voluntário. Morre em 1941 e só em Outubro de 1950 os seus restos mortais voltaram a Portugal, numa cerimónia que veio a tornar-se provavelmente na mais controversa manifestação popular, ocorrida na já então cidade de Portimão, nos tempos do Salazarismo. No funeral estiveram presentes as suas duas filhas, Ana Rosa Teixeira Gomes Calapez e Maria Manuela Teixeira Gomes Pearce de Azevedo. Deixou uma considerável obra literária, integrada na corrente nefelibata. As suas obras completas estão disponíveis ao grande público através de edição recente. Faleceu em BougieArgélia18 de Outubro de 1941.

Dia Internacional das Crianças Desaparecidas

alt

O Dia Internacional das Crianças Desaparecidas celebra-se anualmente a 25 de maio.

Em Portugal, o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas celebrou-se pela primeira vez a 25 de maio de 2004, por iniciativa do Instituto de Apoio à Criança.

A celebração da data teve origem no desaparecimento de Ethan Patz, no dia 25 de maio de 1979, uma criança de 6 anos de Nova Iorque que nunca foi encontrada. Nos anos seguintes, pais, familiares e amigos reuniram-se para assinalar o dia do seu desaparecimento e, em 1986, no dia 25 de maio, o ex-presidente dos Estados Unidos da América, Ronald Reagan, decidiu dedicar o dia a todas as crianças desaparecidas.

Portugal foi um dos primeiros países a ter operacional o número de alerta para casos de desaparecimentos de crianças - 116 000. O Instituto de Apoio à Criança (IAC) é o instituto responsável pela gestão da linha.

A linha 116 000, criada por decisão da Comissão Europeia, é um número gratuito que está operacional 24 horas por dia e que conta com a colaboração de profissionais especializados que trabalham com organizações não-governamentais.

As organizações que intervêm nesta área adotaram como símbolo a flor de miosótis (também conhecida como “Não-me-esqueças” ou "forget me not", em inglês).

Número de crianças desaparecidas em Portugal

    2014 - 1400
    2013 - 1634
    2012 - 2366
    2011 - 2592

Na Europa desaparecem cerca de 250 mil crianças por ano (um desaparecimento de dois em dois minutos).

Guerra dos 100 anos

alt

Foi no dia 24 de Maio de 1337 que se iniciou a Guerra dos Cem Anos. A expressão Guerra dos Cem Anos, surgida em meados do século XIV, identifica uma série de conflitos armados, registrados de forma intermitente, durante o século XIV e o Século XV  (de 1337 a 1453, concordando com as datas convencionais), envolvendo a França e a Inglaterra. A longa duração desse conflito explica-se pelo grande poderio dos ingleses de um lado e a obstinada resistência francesa do outro. Ela foi a primeira grande guerra europeia que provocou profundas transformações na vida econômica, social e política da Europa Ocidental. A França foi apoiada pela Escócia, Boêmia, Castela e Papado de Avignon.  A Inglaterra teve por aliados os flamengos, alemães e Portugal. A questão dinástica que desencadeou a chamada Guerra dos Cem Anos ultrapassou o caráter feudal das rivalidades político-militares da Idade Média e marcou o teor dos futuros confrontos entre as grandes monarquias europeias.

Dia Mundial da Tartaruga

alt
O Dia Mundial da Tartaruga comemora-se todos os anos a 23 de maio.

O propósito desta comemoração é chamar a atenção para o perigo de extinção das tartarugas e cágados de todo o mundo e ao mesmo tempo, aumentar o conhecimento da população sobre estes animais.

A tartaruga é um réptil que possui uma concha característica nas suas costelas que utiliza como proteção. Este animal existe há 200 milhões de anos, sendo uma das criaturas mais antigas do mundo. Contudo, encontra-se em risco de extinção devido à destruição do seu habitat natural, ao cruel comércio animal e à indústria da comida exótica.

Os ambientalistas explicam que em Portugal há "duas espécies autóctones de tartarugas de água doce, o Cágado-mediterrâneo (Mauremys leprosa) e o Cágado-de-carapaça-estriada (Emys orbicularis)". Estas duas espécies partilham inúmeras vezes o mesmo habitat, sendo que o Cágado-de-carapaça-estriada é o mais raro e menos abundante, encontrando-se em risco de extinção no nosso país.

Para celebrar este dia, que se celebra desde o ano 2000 promovido pela American Tortoise Rescue, existem muitas opções e sugestões a considerar:
-
descobrir online as espécies de tartarugas existentes (as marinhas são 7);
- partilhar fotos de tartarugas em redes sociais;
-
andar, trabalhar ou comer lentamente como uma tartarugas;
-
visitar tartarugas no jardim zoológico;
-
denunciar a venda ilegal de tartarugas ou de produtos feitos a partir de tartarugas.

(dnoticias e calendarr, 23-05-2016)